21 Qualidades de um bom QA

6 minuto(s) de leitura

Post traduzido por Bruno Pulis e escrito originalmente por Try QA.

Atualmente, toda organização está usando tecnologia. De grandes mídias a gigantes têxteis, fundos mútuos a startups, cada uma tem seus requisitos exclusivos de software e automação. Embora o desenvolvimento e a implementação do software sejam vitais para essas organizações, há uma necessidade crescente de bons testadores de software que adoram testar. Uma pergunta comum é: “Como se tornar um testador de software? Antes de entrar nos detalhes técnicos dos testes de software , é importante garantir que você tenha as características necessárias para um testador.

Os testadores de software são a espinha dorsal de todas as organizações, porque eles são os responsáveis por garantir a qualidade do projeto ou produto. Mas como você identifica o o melhor dos melhores entre os testadores? Aqui estão 21 qualidades e características que são geralmente vistas em grandes testadores:

  1. Mente criativa: esse é um dos traços mais indispensáveis de um ótimo testador de software. Os profissionais de teste precisam pensar muito além do que é esperado do software e dos usuários. Eles devem ser capazes de pensar como os usuários podem fazer coisas que certamente não estão explicitadas nos requisitos de software ou como podem abusar do software.

  2. Habilidades analíticas: essas habilidades são essenciais para a análise de requisitos e para a compreensão do feedback do cliente ao definir a estratégia de teste. As habilidades analíticas também são imprescindíveis para obter informações, a fim de criar soluções de teste inteligentes. Os testadores precisam compreender os dados coletados nos testes e analisá-los quanto ao comportamento específico do produto ou aplicativo.

  3. Curiosidade: A característica é indispensável quando se trata de considerar as consequências. Os testadores curiosos costumam pensar imediatamente , para que possam determinar problemas em áreas onde ninguém mais pode pensar em procurar.

  4. Bom ouvinte: é uma ótima qualidade dos testadores ouvir os outros. Eles devem saber que sempre há espaço para melhorias. Eles também devem prestar atenção se alguém estiver dando alguma idéia ou implicação, pois isso certamente os ajudará a melhorar a qualidade do programa de software em teste. Você pode descobrir alguns cenários que outras pessoas podem perder se não estiverem prestando atenção.

  5. Proativamente apaixonado: A responsabilidade de um ótimo testador não é apenas validar softwares contra os requisitos estabelecidos. Ótimos testadores são apaixonados pelo seu trabalho e fornecem sugestões para melhorar o produto. Às vezes, os testadores apaixonados se tornam gerente de produto ou PO’s

  6. Aprendizado rápido: ótimos testadores devem estar bem familizados com a tecnologia. Eles sempre devem estar abertos para aprender novas ferramentas de automação, acompanhar as últimas tecnologias, usar as mais recentes técnicas durante os testes, aprender com suas experiências e aprender a ter novas idéias.

  7. Conhecimento do domínio: para executar uma sessão de teste bem-sucedida e projetar testes eficazes, bons testadores devem ter um bom conhecimento do domínio da aplicação. Eles devem ter uma visão profunda de como os usuários finais explorarão o programa. Eles também devem gastar tempo para entender a terminologia de seu domínio específico e ajudar a conceber cenários estratégicos de casos de negócios.

  8. Orientado para o cliente: Os grandes testadores devem sempre tentar fazer seus clientes felizes. Eles devem entender que os clientes não possuem as mesmas habilidades técnicas que os testadores. Os clientes podem não ter experiência no domínio ou na tecnologia e podem não ter todos os cenários e casos de uso que possam surgir. Eles devem fazer o melhor uso possível de suas habilidades de teste, tendo em mente a mentalidade de seus clientes enquanto entregam o produto que eles realmente exigem.

  9. Automação de teste e conhecimento técnico: eles devem ter um conhecimento técnico sólido para determinar quais testes devem ser automatizados em qual camada, executar testes constantemente, utilizar a disponibilidade de várias ferramentas de teste, fornecer métricas válidas para a organização e escolher as melhores e mais apropriadas. conjunto de ferramentas para ajudar no esforço de teste.

  10. Capacidade de organizar e priorizar: Um grande testador deve ter a capacidade de identificar e organizar primeiro os testes essenciais e, posteriormente, priorizar a execução com base na relevância do teste. Além disso, ao avaliar os esforços de teste, bons testadores devem considerar o histórico de defeitos.

  11. Capacidade de comunicação: eles devem ter a capacidade de se comunicar com pessoas não técnicas e técnicas. Eles também devem possuir a capacidade de se comunicar efetivamente de forma escrita ou oral e transmitir os detalhes de um problema à equipe de desenvolvimento. Um bom documento passo a passo para reproduzir o defeito ajuda os desenvolvedores a concentrarem seus esforços na correção do problema, e não na comunicação.

  12. Capacidade de relatar: ninguém estará interessado em saber o número de casos de teste executados pelos testadores de software. É por isso que um bom testador deve ser bom em relatar seu status atual no final do dia. Eles devem fornecer relatórios de erros detalhados e eficazes e também anexar capturas de tela, se possível, juntamente com o relatório.

  13. Atenção aos detalhes: Os grandes testadores estão atentos aos detalhes. Essa qualidade é útil ao validar lógica de negócios complexa e garantir que todos os cenários sejam cobertos. Também ajuda a evitar multas ou custos mais altos de correção de defeitos encontrados no final do ciclo ou após o lançamento da produção.

  14. Orientado para o negócio: Um ótimo testador de software deve ser capaz de entender o software do ponto de vista comercial, apreciar os requisitos dos clientes, ter a capacidade de entender as pessoas do ponto de vista não técnico. Ele também deve ser capaz de entender como os problemas de negócios podem ser convertidos em soluções técnicas.

  15. Capacidade intelectual: eles devem ser inteligentes o suficiente para usar sua capacidade lógica, a fim de operar em um ambiente de teste de alto nível. Eles devem ter a capacidade de solucionar problemas da origem de um problema e resolvê-lo da melhor maneira possível.

  16. Bom observador: Manter o controle dos itens secundários e dos principais projetos discutidos é extremamente importante para um grande testador. Em um ambiente dinâmico como uma startup, as coisas mudam rapidamente. É importante poder acessar o impacto da mudança e ficar por dentro das mudanças. Além disso, acompanhar o andamento do teste e fazer as alterações necessárias, se necessário, também é muito crucial.

  17. Gerir seu tempo bem: a maioria das equipes fica restrita pela quantidade de tempo disponível para desenvolvimento e teste. Os testadores precisam entender sua prioridade e gerenciar bem seu tempo. Eles precisam saber o que deve ser testado e o que deve receber menos prioridade. Quais tarefas devem ser executadas primeiro e quais podem ser realizadas no final, o que deve ser automatizado e o que deve ser testado manualmente. Quão importante é a documentação comparada com a execução real do caso de teste, no tempo determinado? Eles devem ser capazes de responder a essas e outras perguntas e ajudar seus gerentes a tomar a decisão certa.

  18. Perseverança: Grandes testadores nunca desistem. Eles são pacientes o suficiente para encontrar o maior número possível de bugs. Eles exploram o software, constantemente tentam fazer novas melhorias e aceitam todos os desafios e complexidades dos testes de maneira positiva e paciente.

  19. Capacidade de identificar e gerenciar riscos: Eles devem ser capazes de entender o processo adequado de gerenciamento de riscos - identificação de riscos, análise de riscos e redução de riscos. O teste de software deve ser baseado na incorporação de processos de teste orientados a riscos.

  20. Orientado à qualidade: ótimos profissionais de software não comprometem a qualidade em nenhum estágio de teste. Os resultados orientados à qualidade sempre levam a defeitos no software livre e garantem uma qualidade de primeira.

  21. Capacidade de trabalhar em equipe: Os testadores de software devem ser capazes de trabalhar bem dentro e fora da equipe. A troca de idéias, conhecimentos, experiências e pensamentos pode aumentar a qualidade e a eficiência da solução, para que os grandes testadores sempre estejam ansiosos para coordenar bem com os membros de sua equipe e outras equipes.

Assine o newsletter

Um e-mail por mês com o resumo das postagens do blog, sem spam e chatices de e-mails indesejados.

Deixe um comentário