Redes sociais que destilam ódio

Sou da época onde as redes sociais eram menos odiosas. Ultimamente, tem sido bem difícil utilizá-las e não ser contaminado com uma enxurrada de desinformações, discurso de ódio e movimentos coletivistas que visam somente a auto realização.

Lembro-me da primeira conta que fiz no Twitter, as comunidades de Belo Horizonte se reuniam para discutir temas interessantes, existam até encontros presenciais fomentados por elas.  O tempo passou e BH virou um polo de meetups ao longo da semana. 

A combinação de meetups e a capital dos bares, foi a medida certa para o sucesso. Diversas iniciativas surgiram dessa combinação, como por exemplo, o Minas Dev.

Entretanto, isto é um saudosismo da minha parte, talvez, esse tempo não volte mais. A tônica das redes hoje é o cancelamento de reputação, desinformação, ódio coletivo e uma cultura progressista cada vez mais assustadora.

Confesso, sempre me bate uma vontade de deletar tudo, inclusive essa é tônica do livro chamado 10 razões para você deletar suas redes sociais de Jaron Lanier.

Deixo os 10 argumentos que o autor comenta no livro sobre o tema.

  • Você está perdendo seu livre-arbítrio;
  •  Largar as redes sociais é a maneira mais certeira de resistir à insanidade dos nossos tempos;
  • As redes sociais estão tornando você um babaca;
  • As redes sociais minam a verdade;
  • As redes sociais transformam o que você diz em algo sem sentido;
  • As redes sociais destroem sua capacidade de empatia;
  • As redes sociais deixam você infeliz;
  • As redes sociais não querem que você tenha dignidade econômica;
  • As redes sociais tornam a política impossível;
  • As redes sociais odeiam sua alma.

Ainda não cheguei em uma decisão, talvez eu vá dar um tempo e refletir se, de fato, necessito delas ou não. 

Artigos recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.