Bruno Pulis
Bruno Pulis QA por profissão, apaixonado por web standards, evangelista de acessibilidade digital.

Review do livro Acessibilidade na web

Introdução

Esse artigo é uma review com impressões pessoais que tive ao finalizar a leitura do mais novo livro do Reinaldo Ferraz. Finalizei no final de semana e decidi escrever um pouco sobre a minha experiência de leitura.

Algo que merece nota é que o mercado editorial brasileiro, possuí poucas publicações dedicadas ao tema de acessibilidade web em comparação com o exterior, fica como incentivo mais publicações impressas ou digitais aparecerem em solo brasileiro. Reinaldo Ferraz possuí cinco livros publicados e Talita Pagani (abre em uma nova janela) possuí uma publicação voltada ao tema, vale a pena conferir.

Lançamento do livro

No dia 21 de março de 2020, Reinaldo Ferraz (abre em uma nova janela) lançou pela Casa do Código (abre em uma nova janela), seu mais novo livro: Acessibilidade na Web: Boas práticas para construir sites e aplicações acessíveis (abre em uma nova janela).

Um livro completo para quem quer aventurar com acessibilidade web, não é voltado somente para pessoas desenvolvedoras, mas também, útil para consultores, gestores, analista de negócio, produtores de conteúdo e analistas de marketing.

Organização do livro

A obra foi pensada em ordem cronológica e cumpre com o seu propósito, pois inicia a discussão do assunto sobre o ponto mais básico e aprofunda-se no tema ao decorrer dos capítulos, possuindo quinze capítulos bem divididos e sucintos, com linguagem acessível e clara. O tipo de livro que não tem enrolação, vai direto ao ponto.

Eu já tinha adquirido a versão digital na pré-venda por ser mais prático. Recentemente, após uma pausa por causa do Covid-19, voltaram com suas atividades para exemplares impressos, meu conselho é: comprem a versão impressa pois é uma referência e livros assim são ótimos para ter sempre por perto, além de auxiliar no estudo pessoal e profissional.

Os temas são específicos acompanhados explicações teóricas e práticas, li e reli a especificação de acessibilidade da W3C alguns exemplos são muitos genéricos, a compreensão muita das vezes fica confusa mas Reinaldo consegue alinhar as duas coisas de forma muito clara.

Teoria e prática

Após cada exemplo apresentando das teorias e práticas, é mostrado com clareza quem será beneficiado com essas recomendações.

Escrita

A escrita é bem tranquila, sem jargões muito técnicos e quando aparecem, Reinaldo tem todo o cuidado de exemplificar de maneira simples e objetiva. As imagens e gráficos são descritos com legendas dando contexto e compreensão. É uma leitura fluída e sem dificuldade de compreensão.

Curiosidade

No primeiro capítulo é uma verdadeira aula da web. Em um determinado ponto é contada a história da especificação da tag <img>, desde sua proposta até a inclusão do tão famoso atributo alt.

É bastante interessante sobre como a especificação de um elemento HTML, foi evoluindo e acompanhá-la, de certa forma, nos inclui nessa evolução.

Além disso, toda fundamentação teórica, possuí referências, no último capítulo é um guia das referências usadas para produzir a obra. Vale a pena verificar.

Mergulhando na acessibilidade

Após essa aula introdutória, Reinaldo nos convida a mergulhar em aspectos pouco falados no meio da comunidade web, como por exemplo, a relação das pessoas com deficiência e as tecnologias assistivas. Nesse ponto exemplifica muito bem e ainda traz recursos complementares como diversos plugins para serem usados na simulaçáo de alguma deficiência.

Explica com maestria os states, properties e roles da WAI-ARIA, em um guia bastante intuitivo e de simples compreensão.

Continuemos com o nosso passeio, além da apresentação das diretrizes de acessibilidade web a famosa WCAG é apresentado os níveis de conformidade e os princípios.

Eliminando barreiras

Reinaldo dedica cinco capítulos do livro para exemplificar a eliminação de barreiras de acesso:

  • na estrutura;
  • na navegação e interatividade;
  • no design;
  • na multimídia e conteúdo não textual.

Gerenciadores de conteúdo (CMS)

Reinaldo faz um comparativo com diversos gerenciadores de conteúdos, os famosos CMS, apontando suas vantagens e desvantagens. Depois, dicas essenciais de como incluir acessibilidade no processo de desenvolvimento de software.

Esse capítulo é bastante importante para gerentes de projetos e analista de negócios para compreenderem a importância da inclusão de todas as pessoas.

Inicia o capítulo com uma frase muito marcante:

Todo time deve estar envolvido com a acessibilidade. Deixar a acessibilidade a cargo de um único profissional pode criar gargalos e dificultar a comunicação entre os times. Se todos (designers, programadores, gestores e produtores de conteúdo) estiverem com a acessibilidade em mente durante suas atividades, a chance de o projeto contemplar mais recursos acessíveis é maior. [FERRAZ, 2020].

Nos capítulos seguintes é realizado uma pesquisa muito completa sobre algumas ferramentas de avaliação de acessibilidade automática, com seus prós e contras digno de montar um infográfico ou artigos sobre o tema.

Também há um capítulo exemplificando a Lei Brasileira de Inclusão (abre em uma nova janela), com os aspectos jurídicos que envolvem a acessibilidade no contexto digital e como se manter dentro da legislação vigente no nosso país.

E para fechar com chave de ouro, o último capítulo é uma aula de consciência ao acesso de como a Web vem tomando um caminho obscuro nas mãos de grandes corporações.

Tim Berners-Lee (abre em uma nova janela), vem alertando isso a um tempo em diversas entrevistas que concedeu sobre o tema. Sua argumentação é que a Web se perdeu do propósito original e que devemos torná-la novamente de todos e para todos.

Reinaldo para finalizar como um bom mestre jedi pontua uma frase que me marcou muito

Acessibilidade não é filantropia. É respeito pelas pessoas e por um mundo efetivamente justo em oportunidades para todos. [FERRAZ, 2020]

Outra frase bem marcante é:

Se o seu site não está pronto para receber todas as pessoas, o seu site é deficiente. [FERRAZ, 2020]

Conclusão

O livro é uma verdadeira aula de quem domina com maestria o assunto. Reinaldo consegue, destrinchar assuntos complexos em exemplos práticos e simples.

Se você tem curiosidade sobre o tema é ativista de acessibilidade assim como eu, essa deve ser sua bíblia, livro de cabeceira.

Se gestor que quer colocar seus produtos digitais em conformidade com as diretrizes de acessibilidade esse é um material que de fato irá ajudar bastante nessa caminhada.

Concluo essa review, incentivando você, leitor que compre e ajude a divulgar produções de livros nacionais, precisamos fomentar mais conteúdo relacionado sobre acessibilidade.

Patrocine publicações nacionais existe muita gente boa produzindo conteúdo em terras tupiniquis.

Seja um incentivador e não um detrator, compre e-books, livros, ajude a comunidade web a crescer e principalmente ajude a web ser de TUDO para TODOS.

Referências

  • Anúncio da publicação do livro de acessibilidade, 2020. Disponível em: Twitter Acesso em: 19 de julho de 2020;
  • Acessibilidade na Web: Boas práticas para construir sites e aplicações acessíveis, 2020. Disponível em: Livro disponível na Casa do Código Acesso em: 19 de julho de 2020;
  • Casa do Código, 2020. Disponível em : Casa do código Acesso em: 19 de julho de 2020;
  • Sobre Reinaldo Ferraz, 2020. Disponível em: Sobre Reinaldo Ferraz Acesso em: 19 de julho de 2020;
  • Como citar ebook, kindle e epub, 2020. Disponível em: Como citar ebook, kindle e epub Acesso em: 19 de julho de 2020;
  • Biografia de Tim Berners-Lee, 2020. Disponível em: Tim Berners-Lee Acesso em: 19 de julho de 2020;
  • Lei Brasileira de Inclusão, 2020. Disponível em: Lei Brasileira de inclusão Acesso em: 19 de julho de 2020.

comments powered by Disqus