Pular para o conteúdo

Como criar texto alternativo longo

Esse final de semana estava atualizando o site do meu casamento e me deparei com um problema. 

Minha noiva fez os textos alternativos longos e completos para a página de Galeria de fotos do nosso pré-wedding. 

Como utilizar esses textos alternativos de forma que pessoas não visuais possam ter a mesma experiência? 

Vem comigo nesse artigo, que vou te explicar como resolver esse problema de maneira prática. 

Entendendo o texto alternativo

A WCAG possui um critério de sucesso responsável por validar alternativas de texto. O critério é o 1.1.1 que nos informa: 

Todo conteúdo não textual que é apresentado ao usuário tem uma alternativa de texto que serve ao propósito equivalente

Existem algumas exceções, entretanto não é o objetivo esmiuçar elas. Esse critério tem a responsabilidade de dar uma experiência igualitária para as pessoas não-visuais ou de baixa visão.

Escrevi um guia completo sobre texto alternativo que pode ser muito útil para compreender todo o contexto. 

Meu cenário

Primeiramente tentei incluir os textos alternativos longos da forma que minha noiva fez, mas percebi que essa informação poderia ficar muito confusa. 

Dessa forma, optei por pesquisar outras soluções, graças a Deus a WCAG tem recursos muito interessantes que podem nos auxiliar para essa tarefa. 

Além dos critérios de sucesso, ela conta com o apoio das técnicas de sucesso. Basicamente são técnicas que orientam para que o conteúdo seja feito de forma acessível. 

No documento auxiliar Entendendo o Critério de Sucesso 1.1.1 (em inglês), existe uma sessão chamada técnicas, vamos basear nossos esforços nela. 

Entendendo a técnica de suficientes

O critério de sucesso 1.1.1 fornece diversas técnicas suficientes, atualmente existem 6 situações para seu uso, por exemplo:

  • Situação A: Se uma breve descrição pode servir ao mesmo propósito e apresentar o mesmo informações como o conteúdo não textual;
  • Situação B: Se uma breve descrição não puder servir o mesmo propósito e apresentar as mesmas informações que o conteúdo não textual (por exemplo, um gráfico ou diagrama);
  • Situação C: Se o conteúdo não textual for um controle ou aceitar a entrada do usuário;
  • Situação D: conteúdo não textual for mídia baseada em tempo (incluindo somente vídeo ao vivo e somente áudio ao vivo); um teste ou exercício que seria inválido se apresentado em texto; ou Destina-se principalmente a criar uma experiência sensorial específica;
  • Situação E: Se o conteúdo não textual for um CAPTCHA
  • Situação F: o conteúdo não textual deve ser ignorado pela tecnologia assistiva.

No meu caso, a situação que mais se encaixa era a Situação B: se uma breve descrição não puder servir o propósito e apresentar as mesmas informações que o conteúdo não textual. 

Analisando essa situação, encontramos a técnica alternativa para texto longo:

Pra minha solução vou precisar recorrer a um atributo ARIA chamado aria-describedby. O objetivo de usar essa técnica é garantir as descrições de imagens quando um texto alternativo curto não transmite adequadamente a função ou as informações fornecidas.

Basicamente o que iremos fazer é associar um texto descritivo a uma sessão com o auxilio do atributo ID. Isso é semelhante quando precisamos rotular um <label> com um <input>.

Compreendendo o aria-describedby

O atributo aria-describedby é um atributo global que identifica um elemento ou (elementos) que descrevam o elemento no qual o atributo é definido. 

Parece ser algo bem complexo não é mesmo? Vai por mim, é bem mais tranquilo do que parece. 

Descrição do aria-describedby

O atributo aria-describedby lista os id’s dos elementos que descrevem o objeto. Ele é usado para estabelecer uma relação entre widgets ou grupos e o texto que os descrevem.

Também podemos destacar uma semelhança com o atributo aria-labelledby, porém, isso fica para um próximo artigo.

Dessa forma, pensei que poderia usar uma descrição sucinta no atributo ALT e utilizar do aria-describedby para dar um suporte mais detalhado. 

Minha solução

Ao invés de colocar um texto alternativo extremamente grande no atributo ALT eu irei fazer da seguinte forma: 

<picture> 
   <source srcset="./images/couple.webp" type="image/webp"    <source srcset="./images/couple.jpg" type="image/jpeg">    <img src="/images/couple.jpg" alt="Bruno e Mari fazendo careta para a câmera." aria-describedby=”desc1”>
</picture>
<div class="visually-hidden id="desc1">
<p>Bruno é um homem branco, olhos escuros, usa gorro preto de lã e óculos de grau com armação preta arredondada e barba grande escura, está de casaco de zíper cinza escuro. Mariana é uma mulher branca, cabelos castanho claro longos, está com os olhos fechados apertados, está usando casaco preto e gola de lã cinza. Os dois estão com os rostos colados fazendo bico pra foto.</p> 
</div> 

Explicando o código:

Da linha 1 a 5 defino as imagens que serão carregadas, usando a tag <picture> o navegador irá decidir qual imagem será carregada, note que uso dois formatos: webp (um formato mais leve e novo) e o nosso velho conhecido jpg. 

Dessa forma, permito o browser decidir qual recurso ele irá carregar. 

Na linha 4, utilizo o atributo aria-describedby e passo o valor “desc1” para ele. 

Na linha 7 defino uma <div> que irá servir como um container para as informações ela possuí uma classe visually-hidden que permite que essa informação seja lida somente pelo leitor de telas e um id referenciando o mesmo valor que define no aria-describedby. 

Na linha 8, coloco a descrição longa que desejo. 

Leitura com o NVDA

O NVDA irá ler as duas informações, primeiramente o ALT curto e complementar com a descrição longa. 

Conclusão 

O uso do aria-describedby é uma técnica extremamente simples, porém, muito eficaz para esses cenários com um texto alternativo longo. 

Sempre é bom lembrar que usar atributos ARIA deve ser com muita cautela, pois, com grandes poderes vem grandes responsabilidades. 

Gostou do post?

Eu me esforcei muito para manter este site e gosto muito de interagir com meus leitores.

Meu combustível preferido é o café, então se você gostou deste post, ou achou-o útil, considere me apoiar. ❤️

Você pode me apoiar pelo ou .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.